Você sabia que os médicos, esses seres admiráveis quando vão dar a injecção letal a um condenado, desinfectam a pele com alcool?! Não se ria porque é grave. Não admira que lhe façam o mesmo quando lhe injectam um preprado mRNA que provoca tromboses e mais 32 efeitos secundários graves a curto prazo, a longo prazo já saberemos.

Suponho que a desinfeção do braço antes de injectar o veneno seja para entregar o corpo ao belzebu sem infecção, seria um problema de “saúde pública” para o inferno uma espécie de OMS entregar o condenado com o braço infectado.
De certeza que os condenados à morte de hoje são testados, não vá o prisioneiro estar infectado com o covid-19, testados e exigem passaporte sanitário com as vacinas todas em dia para entrar no Além, era perigoso entrar no inferno e contaminar a malta toda por lá. Caso o prisioneiro esteja infectado param com a inoculação do veneno e aguardam que o paciente recupere, se não for “assintomático,” antes de o enviar para as instalações do Além.
Já agora o que é um assintomático? Penso que muitos nunca fizeram esta pergunta com a devida profundidade.

Não admira que um paciente a morrer depois de perder litradas de sangue, a primeira preocupação seja um teste ao covid, ou que neguem atendimento a um acidentado nos hospitais, quando não se querem submeter à propaganda das farmacêuticas e à agenda totalitária do grande reset.

Isto equivale a quando do uso cadeira eléctrica, besuntar o condenado com pomada de rabinho de bebe, não vá o condenado ficar assado do rabinho e fritar… Entregar um condenado crocante ao belzebu seria baslfemar a igreja de satanás, tem de ir fresco como uma alface.

Esta é classe médica que anda caladinha com as tromboses e a dispensar autópsias enquanto remomenda o caldo verde New Age. A mesma que faz vista grossa ao historial de matanças da indústria farmacêutica. Nada disto é novo, esta corrupção médica é anunciada por Carl Sagan entre tantos outros.

Muitos de vocês já ouviram esta mesmas pessoas a glorificar a ciência e metê-la como oposta à religião, que devíamos “acreditar na ciência”, somos negacionistas. Contudo, a ciência não se coadugna com credos, deve ser questionada, os credos pertencem ao campos da religião.

Na verdade, estou convencido que aderiram a uma dessas novas religiões New Age, a novas seitas, qualquer coisa entre o Catarismo– do Grego Katharós – puros, incontaminados e a Igreja da Cientologia que está muito em voga nestem momento, uma espécie de rebrote de gnosticismo, uma glorificação da soberba.

Segundo o Dicionário de Las Sectas de Manuel Guerra do credo das IC começa com uma fórmula, “nós, da igreja, cremos” Seguindo 18 proposições, ou se quiserem a cosmovisão desta seita. Como podem ver os médicos também creêm.
A Igreja da Cientologia é uma gnose psicotécnina, Hubbard o seu fundador não recebe sua doutrina por revelação divina, és uma uma espécie de guru indu-budista, um terapêuta, muito adequado para o conceito de Estado Terapêuta em que vivemos, ou de permanente doença.

Já agora gostaria de recomendar que deixemos de chamar Ministério da Saúde, e passe a Ministério da Doença, e já agora a talhe de foice outras O ministério da Defesa também deveria passar a Ministério da Guerra, chamemos as coisas pelos nomes.

Em1980 a seita da IC proclamou um código ético-moral..”o caminho para felicidade”, uma gnose hedonista. Tem 21 preceitos «cuida da tua pessoa. Sê moderado, não assassines, não roubes». Um utilitarismo relativista. Não me parece que segregar e negar tratamento, abandonar os velhos e doentes, estejam até de acordo com a “religião” adoptada, não seria melhor reverem o código ético- moral?!

Quando alguém lhe disser que não “acredita” na ciência, pergunte primeiro antes de tudo qual a seita a que pertence. De certeza que vai encontrar um seita hedonista e utilitarista que segue um vigarista qualquer.

Se a ciência não é religião poderíamos começar a pedir para deixarem de “acreditar” e passem a questionar, assim poderíamos passar a poupar alcool nos condenados à morte, deixar de recomendar/usar máscaras, não pactuar com as injecções ao povo com preparados experimentais, porque atentam contra todos a lógica e argumentação mais elementar, que tal deixar de acreditar e passar a questionar.

É que já cansa ouvir sempre o mesmo chavão a questões da ciência – “teoria da conspiração”.
Sugiro menos TV.

Ontem coloquei o link do artigo https://farroupim.com/eu-avisei-a-cerca-das-vacinas/ na caixa de comentários de um desses “jornais” do regime. O artigo é apenas a tradução minha às autópsias de um patologista alemão com um cv mais do que credível, e os comentários de Sucharit Bhakdi o microbiólogo mais citado de sempre na Alemanha. Relembro que o artigo tem o artigo científico das autópsias que são taxativas, as sopas em 15 autópsias mataram 14. E não acrescentei mais nada do que as palavras do Professor S. Bhakdi, o artigo não tem opiniões pessoais.

A resposta que obtive de algumas almas que “acreditam” na ciência foi de pasmar, ele não criticou nada da minha tradução, não refutou os investigadores, apenas disse:

“é sátira não é, só pode” ….”o artigo é todo ele uma mixórdia de negacionismo”

A pessoa que fez estes comentários, tem uma mestrado em ciências do mar e está a tirar um doutoramente na Universidade de Cadiz…Pasme-se, ou não. Mas realmente como chegamos até aqui é de pasmar.

Não admira que eu tenha encontrado um vídeo com uma farmacêutica espanhola que também andou na Universidade a responder a um cliente, após este contestar que os testes covid davam positivo com água e coca-cola, a mesma “argumente” com naturalidade “é porque tem algum composto que activa o teste”.
Pois tem senhora, o que não tem composto nenhum é o seu cérebro que não alcança a panorâmica…os testes não servem para nada, suponho que seja só uma resposta evasiva, para poder manter o seu negócio, digamos, em alta, enquanto durar a farsa.


Este são apenas alguns exemplos de entre tantos outros que poderia dar. Chegou a hora de fazer a pergunta – Ainda pensa enviar o seu filho para universidade?
De nada vale a Universidade se as pessoas conseguem ser manipuladas em massa, e perante provas irrefutáveis recusam olhar para as mesmas, provavelmente este académico nem sabe inglês, não tem inglês suficiente para ouvir o vídeo, nem tem pensamento crítico, ele apenas cumpriu os mínimos e esqueceu-se que conforme o latim era língua erudita, hoje substituído pelo inglês que não se pode dispensar à mesma se queremos “estar à mesa dos adultos” caso contrário temos de ir para a das crianças.
Este universitário não pensa, não está a fazer nada na universidade, eles não vai acrescentar nada, não vai inovar, muito pelo contrário, vai ser mais uma peso nas contas, consome gabinetes, papel, electricidade, ele apenas repete algo que houve, a maioria do médicos são isso mesmo, pessoas que não pensam, eles foram treinados a copiar anatomia I e II durante 4 anos, decoram os nomes dos músculos, ossos, nervos, mas isso não é suficiente, eles são uns robôs da indústria farmacêutica, como bem dizia um certo livro “bulshit jobs” que 40% adormece no emprego, daí que eles recomendem a inoculação, como quem recomenda a cor de um vestido numa loja.
É triste mas existe idolatria na narrativa oficial…os verdadeiros negacionistas são aqueles que acreditam que o políticos estão muito interessados na sua saúde, e que as farmacêuticas querem salvar vidas e que os médicos idem.

E que dizer de uma sociedade que aceitou tantas mentiras das autoridades de doença, que aceitou impostos no tabaco para salvar o povo das garras do cancro e que ao mesmo tempo aceita impostos no trabalho para fomentar os malandros!?

E que dizer de uma sociedade bipolar, que aceitou eliminar palhinhas para salvar o ambiente e ao mesmo aceita milhares de milhões de máscaras, capas, viseiras, luvas, testes, e toda uma panóplia de utensílios inúteis, milhares de milhões de outros plásticos para manter os pusilânimes em sentido!?

E que dizer de uma sociedade bipolar que aceita carros faraónicos da classe política, gastos de millhares de milhões com instituições inúteis e decreta o fecho de negócios, prisões domiciliarias, destrói a economia com o falso e limitado argumento que é para salvar o sistema de saúde, enquanto nega tratamento oncológico urgente, em vez de construir camas e hospitais, se era que realmente estivessem preocupados com a saúde, pois gaste-se em saúde então, poupem o povo, parem a gastança em arreios de luxo para as amantes e carroças para os burocratas.

Eu desde o primeiro dia que notei a psicose das massas, alguém dizia que a agenda agora iria mudar para o “sustentável”, não me parece que mude, acho que vão andar as duas em paralelo, a classe médica “acredita” toda ela na ciência que lhe permite não pensar e aumentar os rendimentos, mesmo que haja um genocídio global.

Entretanto, mais médicos denunciam a coagulação que Bhakdi anunciou há mais de um ano.

Fica aqui um vídeo de uma médica Brasileira em que a paciente após toma está em coagulação, será que estes médicos são todos anti-ciência e “chalupas” como alguns pobres diabos querem fazer crer?

https://archive.org/details/coagulacao



Farroupim Dom Fuas Roupinho


Acompanhe-nos no Telegram https://t.me/Farroupim_Blog

Nós não somos aficionados pela fundação Bill e Melinda Gates, não recebemos nenhuma ajuda da Fundação Rockefeller, Ford, ou da família Oppenheimer, não somos patrocinados por nenhum grupo ou partido político, não conhecemos George Soros, não possuímos tempo ilimitado, temos de trabalhar e ganhar o nosso sustento, a informação tem custos, livros, comunicação, dados, etc. Também não recebemos nenhum subvenção do estado.

Por favor ajude.

Bitcoin: bc1qhft2res6nwl74kflm95htds2tg7dtw8mcmve70