John C. Demers, afirmou no dia 2/12/2020 que mais de 1.000 pesquisadores chineses ligados ao Exército de Libertação do Povo da China (PLA) fugiram dos EUA neste verão americano, quando o Departamento de Justiça começou uma busca a pesquisadores chineses que ocultaram seus laços com o PLA.

“No verão passado, prendemos cinco ou seis pesquisadores que estavam aqui da China com vistos que eram filiados ao Exército de Libertação do Povo, os militares chineses, mas que não haviam divulgado essa afiliação, esconderam essa afiliação quando se inscreveram para obter o vistos. Essas cinco ou seis prisões foram apenas a ponta do iceberg e, honestamente, o tamanho do iceberg é aquele que eu não sei se nós ou outras pessoas percebemos o quão grande ele era quando começamos esse caminho”,
Demers no Cyber ​​Summit do Aspen Institute.

O Director do National Counterintelligence and Security Center), William Evanina,: “Não nos vamos enganar, eles estão todos vindo para cá a pedido do governo chinês e dos serviços de inteligência. Eles estão indo para universidades específicas para estudar áreas ou áreas específicas que irão beneficiar a República Popular da China nas forças armadas”.

Evanina disse que também desempenha um papel em interromper a estratégia da China em outros países, informando seus pares europeus sobre os movimentos de pesquisadores chineses nos EUA, para que eles possam estar cientes dos mesmos esforços chineses em seus próprios países.
Se o FBI trabalhar tão bem como trabalhou com a corrupção dos democratas, dos Clinton, da Dominion, e a traição coordenada das eleições,quem acaba com as culpas é o Trump. O silicon valley faz o resto, censura tudo, a grande imprensa faz de conta que não vê, e quando estiver tudo a viver debaixo do chicote, já é tarde.

O Departamento de Justiça dos EUA está conduzindo várias investigações sobre atividades relacionadas à China. Durante o verão americano, o diretor do FBI, Christopher Wray, garantiu que sua agência está abrindo uma nova investigação de ameaças relacionadas à China “a cada 10 horas“.

Em Portugal podem vir, o nosso Presidente da República agradece que venham, até se baba, o país também já não deve ter muito mais para roubar, já que por cá, os ladrões já são de sobra, os únicos que se podem incomodar com o socialismo, ainda são alguns alguns americanos, pois na península ibérica já tudo está convertido. Espera-se a o pior, fome e miséria.

Entretanto, o Diretor de Inteligência Nacional dos Estados Unidos, John Ratcliffe no dia 3/12/2020 que a Inteligência dos Estados Unidos descobriu que a China realizou testes em humanos na esperança de desenvolver soldados com “capacidades biologicamente aprimoradas”.

“A Inteligência dos Estados Unidos mostra que a China até mesmo conduziu testes humanos em membros do Exército de Libertação do Povo na esperança de desenvolver soldados com capacidades biologicamente aprimoradas…Não há limites éticos para a busca do poder por Pequim.” John Ratcliffe

No ano passado, os pesquisadores americanos, Elsa Kania e Wilson VornDick, publicaram um artigo para a Jamestown Foundation, examinando os estudos de biotecnologia dos militares chineses, incluindo o uso de uma ferramenta de edição de genes conhecida como CRISPR, que significa “grupos de repetições palindrômicas curtas regularmente espaçadas, ”para melhorar geneticamente os soldados”.

Kania, que é especialista em tecnologia de defesa chinesa no Center for a New American Security, e VornDick, que é ex-oficial da Marinha, escreveram: “Embora o potencial de aproveitamento do CRISPR para aumentar as capacidades humanas no futuro campo de batalha continue sendo apenas hipotética possibilidade no momento, há indícios de que pesquisadores militares chineses estão começando a explorar seu potencial. É claro que a engenharia genética tem inúmeras aplicações militares na ciência dos materiais, como aquelas que podem envolver aplicações marítimas e aeroespaciais.

“Quando começamos a brincar com organismos genéticos, pode haver consequências imprevistas”, disse VornDick à CNBC.

Há alguns meses que Donald Trump disse que havia um vírus chino. Pois aqui está ele, o Grande Reset já contempla o transhumanismo, com a china ao comando do mundo e seus aliados democratas, claro que é preciso afastar primeiro aqueles entraves, a constituição americana, o povo que ainda ama a liberdade, no entanto, estando estas minudências ultrapassadas, seremos como bots a obedecer quando os oligarcas carregam no botão.



Farroupim Dom Fuas Roupinho

Acompanhe-nos no Telegram https://t.me/Farroupim_Blog